domingo, 14 de outubro de 2007

. fazes-me (tanta) falta




"E nunca me aproximei tanto do teu corpo. O teu cheiro surpreendeu-me pela delicadeza e pela névoa erótica. Encostei o meu braço ao teu e comecei a transpirar. Sentia uma vontade enorme de me desmorenar em ti. Não, não era fazer amor. Fazer amor não existe, porra, o amor não se faz. O amor desaba sobre nós já feito, não o controlamos! Também não era foder, fornicar, copular - essas palavras violentas com que tentam rebentar o amor. Como se fosse possível. Apenas queria oferecer-te o meu corpo para o absorveres no teu! "
Inês Pedrosa - Fazes-me falta

quantas miudas pequenas, gaiatas no seu esplendor, não sonharam noites a fio com o mesmo que eu. já lá vão os anos que a pequena criançada em mim, acreditava em princepes e princesas com uma naturalidade que lhe era intrínseca. sonhar era-me natural, sonhar com o amor verdadeiro ainda mais.
quantas miudas pequenas não sonharam com aquele amor que oferece flores só porque é segunda-feira? só porque é outono? não me gozem, toda a gente sonha com isso.
deixei de acreditar em contos de fadas que rematam sempre com "felizes para sempre", mas ... e se ... o para sempre for até amanhã? podemos então viver um conto de fadas, meu amor?
este excerto do livro, diz tudo do que eu penso do amor. reli-o vezes sem conta, noites a fio na cama sozinha, fria, pensava nas frase; resaltavam na minha cabeça sem ordem ou respeito pelo meu coração. o amor que agora vivo, bateu-me bem forte. concretizei o meu sonho de miuda e vivo o romance que sempre ansiei de coração. Não me gozem, toda a gente deseja isso, em gaiatos ou não.

se o para sempre for até ao próximo roçar de lábios ou tocar de mãos, as histórias de amor ainda podem ser para sempre não? Claro que sim!

apaguei de mim o " ...para sempre" para apenas deixar no coração "Serão felizes..."
p.s. aconcelho o livro, é espectacular

6 comentários:

Edu disse...

o livro parece interessante ja ovi outras pssoas a dizer tb bem do livro

kuanto ao resto (fala por si ) mas eu digo na mm. esta mais uma vez muito bom
tu tens kkekoisa nos teus textos k parece k pega as pessoas, da semp vontade de continuar a ler
e fikamos semp bue mal kuando acabou e semp aspera do proximo
espero k kontinues a postar kuanto mais frequentemente melhor.
*

Little Lynx disse...

O "para sempre" torna-se cada vez + limitado e relativo. É pena.

Ricardo Vitorino disse...

Está lindo e comovente, a chamar pelas lágrimas. Eu confio em ti, eu tb tenho uma opiniao parecida, mt pareicda alias, mas discordo com uma coisa, eu seria capaz de oferecer todos os dias flores ou outra coisa kk a kem amasse, e é isso que tenciono fazer por alguém que sinta o mesmo amor por mim, esse nao é apenas um sonho de gaiata, lol, ja viste! a sortuda que ficar cmg :P

retribuindo:
GEMEA (L)

Mary disse...

Vo já já já comprar!
Er... ou melhor.. qd voltar pra Portugal.. Não sei se eles aqui na Noruega têm disso..

;)
beijinhos

um alguém disse...

"quantas miudas pequenas não sonharam com aquele amor que oferece flores só porque é segunda-feira? só porque é outono? não me gozem, toda a gente sonha com isso."

Tive mesmo mesmooo de vir praqui comentar só para dizer que eu nunca sonhei com isso ó beringela. É que não mesmo -.-
Ai, eu depois leio e o resto e coisas assim que a química chama por mim. @

Mary disse...

resposta pra ti lá no post. obrigada pelas visitas!
vou linkar-te ;)

beijocas*****